sábado, 24 de outubro de 2015

Diversidade de Estímulos


Não peço muito,ou possivelmente peço.
Que seja você mesmo, em nada meu querido, impeço.
Deixe me ser o meu eu, particular e unicamente imerso.
E contigo re-compartilhar, nosso distinto em cada qual
Tão convergente universo.

Pois eu sendo amor, vou tendo amor,
Ao seu amor, liberto.
Aposentando as aspas. em contra-argumentos e acordos,
Na cumplicidade, ingresso.
Dissociemos modelos prontos, na escuta mútua, te peço...
Anulemos imaturidades, manifesto!

Cada qual sendo responsável, por seus próprios sentimentos
E seus gestos...
Cuidado de si e do outro, para além de meros versos.
Dividir, subtrair dolores, compreender caprichos,
Gargalhar e rir dos micos.
Entornar manhas, cantarolar e/ou chorar
Tentar compreender o profundo, soerguer, sendo erguido.
Respeitar momentos de isolamento. quando por algum seja preciso.
Refletir e/ou cortar hábitos nocivos e na cumplicidade situada,
Favorecermos, abrigos.

Humanas partes dum todo, contextos sendo expressos...
Hora ocultos, hora inequívocos,
No convívio, feixes de gatilho,
A escolha: Resolver ou apaziguar conflitos!?
De variados modos, versáteis risos.. Do real propriamente dito..
Que o amor próprio se faça, equilíbrio, tão quanto sentimentos,
De forma racional lidar, com a diversidade de estímulos.
Blog Widget by LinkWithin

10 comentários:

  1. Lindo demais!
    Adorei, parabéns, um abraço, cara Aline e lindos dias isnpiradores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Maria, desculpe a demora de responder, fiquei um período afastada do blog, mas já retornei. Tenha um ótimo inicio de semana! Abraço!

      Excluir
  2. Um bonito poema!
    Devemos aprender a lidar com a diversidade de estímulos que são uma constante em nossas vidas.
    Feliz semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim sim caro Éllys, a vida em momento ou outro nos obriga a aprender (rs..). E o aprendizado será feito a cada dia não é mesmo? Estamos aí pra reaprender o que precisamos.
      Desculpe a demora da resposta, fiquei um período sem mexer no blog. Um abraço carinhoso. Ótimo inicio de semana pra você!

      Excluir
  3. PERFEITO! Somos , cada um de nós, estrelas diferentes de um universo só, cada uma com seu brilho, universo esse que só é grande por causa de cada estrela que o compõe. Parabéns. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Escondi seu nome por amor, em um cor de nome Beija-flor..♫ Sempre que vejo você lembro desta música rs.. Mas no caso, você não escondeu seu nome, mas se deu um cor de nome por amor- próprio. *0*
      Mas sim meu caro Carlos, obrigada pela visita e por ter despejado o pólen de carinho em meu blog. Que sejamos esses universos únicos! :D /

      Excluir
  4. Me parece descrever atitudes maturidade ao lidar com relacionamentos e as mudanças constantes, mas parece ser ainda mais profundo que isso. Muito belo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Sr. Bob! Estamos aí em busca deste amadurecimento. E realmente as palavras não conseguem expressar muita coisa que sentimos. :*

      Excluir
  5. Que poema lindo!! Você parece lidar com as mudanças/diversidades de forma bem madura, ao contrário de mim, eu preciso aprender com você.
    Beijinhos,
    Duda www.ensaiopoetico.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá cara Duda, estamos aí para amadurecer. Ainda tenho muito o que aprender também. :)
      Obrigada pela visita! Indo lá visita-la também! *0*

      Excluir

Olá caro (a) Leitor(a), deixe aqui seu comentário.