sexta-feira, 28 de junho de 2013

Tô Sentindo Faltas

Hoje me deparei com a falta de algumas coisas...
Falta do tempo que não volta mais, falta das gargalhadas que meus amigos me faziam soltar por alguma bobagem expressa em brincadeiras, o apoio destes na hora da tristeza, a alegria estupendamente radiante nos momentos das vitórias de cada um... Tenho que confessar com lágrimas nos olhos que sinto muito a falta de cada um deles. Eles têm os defeitos deles eu tenho os meus, aprendemos a hora de esbravejar,  a hora ter paciência... pena que as circunstâncias nos afastou, os erros, os caminhos diferentes, as ideia opostas... Puts! Mas que saudade! Foi com eles que passei a maior parte da minha adolescência, aprendi a encarar alguns medos de frente, aprendi a assumir meus erros... a ter mais paciência, a respeitar e tentar compreender todas as ditas diferenças. Era tão bom ter aquele apoio em uma palavra de incentivo, uma abraço forte, um olhar meigo, um sorriso apaziguador acompanhado de uma piada pra quebrar o clima de tristeza e/ou estresse. Ahh.. Saber que haviam pessoas esperando a minha volta pra perguntar: -Iaí, deu tudo certo?
Caramba, eles conseguiam traduzir o que eu estava sentindo sem que eu precisasse pronunciar nenhuma palavra, e sabiam exatamente quando eu tentava fingir que estava tudo bem...
Sabe, no geral sinto falta de me perguntarem como estou, com o real intuito de saber como estou e não só perguntar por perguntar.. E olha lá quando perguntam viu!? 
Será que estou pedindo d+ nesse tempo de urgência e supervalorização dos individualismos? 
Sabe aquela sensação de está rodeado por uma multidão e mesmo assim se senti só? É uma sensação muito estranha, não gosto disso... Mas só sinto isso quando não consigo me identificar plenamente com alguém... Essa necessidade de me identificar com o ambiente e com as pessoas ao redor (se bem que ao me identificar com as pessoas, pouco importa o ambiente. Rs..)  me traz muitos desconfortos, principalmente quando eu não encontro tal procura.
Talvez todo esse meu mimimi.. se resuma em carência de atenção, sei lá...
... 
Enfim, eu sinto faltas, sei que isso é mais interno que externo, porém as partes formam o todo.
#Entendedores Entenderão



Obrigada pela atenção queridos leitores!
Fiquem em paz! Bjos. 


Aline Santos
Blog Widget by LinkWithin

9 comentários:

  1. Todos nós temos o mesmo tempo e as mesmas oportunidades, mas deixamo-nos ir nas correntes de tantas coisas que nem reparamos mais nas coisas que nos fazem felizes.
    Vamos parar para repensar e organizar a nossa vida de modo a não perdemos nem os amigos nem as melhores coisas da vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Luís! Cultivar o que consideramos precioso é importante.

      Excluir
  2. Nossa, amei a contextualidade de sentimentos ai expresso!!!

    bjss flor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Talita. Que bom que gostastes. Abraço : ]

      Excluir
  3. Há momentos e pessoas que realmente não voltam. Seja por descuido nosso ou por mero acaso do destino. O que não se pode fazer é se lamentar por coisas ou pessoas que não valem a pena. E realmente, se sentir sozinha em meio a um todo é a pior coisa do mundo. Sinta-se bem com você mesma que tudo flui melhor! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thalita Paiva. ..."Sintase bem com você mesma e tudo flui melhor". Bom conselho senhorita. Lidar com a saudade é complicado, a saudade é ter vontade de reviver momentos muito bons. Enfim.. Obrigada! bjin

      Excluir
  4. Oi princesinha,passando pra deixar um abração e dizer pra vc que tem postagem nova,depois da uma olhadinha lá1 bjusss amada fica com Deus!

    ResponderExcluir
  5. Tomei teu texto pra mim rs e ainda em tempo:
    Presente! kkkkkkkk beijos ;)

    ResponderExcluir
  6. Vengo del blog de Actitud de Lug Nofer y me ha encantado tu Rincón; por lo cual, si no te importa, me hago seguidor de tu Fascinante Espacio.
    Abraços.

    ResponderExcluir

Olá caro (a) Leitor(a), deixe aqui seu comentário.